Saesa recebe encontro do Programa Município VerdeAzul

Saesa recebe encontro do Programa Município VerdeAzul

11 de Junho de 2018

Auditório 1

Nesta terça-feira (07/08), o auditório do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento
Ambiental) de São Caetano do Sul recebeu técnicos e gestores do Programa Município
VerdeAzul, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente.
O encontro faz parte das iniciativas que a Divisão de Desenvolvimento Ambiental do
Saesa tem realizado para retomar os trabalhos que envolvem a gestão ambiental em
atendimento às diretivas do Programa: arborização urbana, biodiversidade, conselho
ambiental, educação ambiental, esgoto tratado, estrutura ambiental, estrutura e
educação ambiental, gestão das águas, “município sustentável”, qualidade do ar,
resíduos sólidos e uso do solo.
 
Segundo os critérios do programa, o município que atinge 40 pontos na primeira etapa
obtém a qualificação. Neste ano, São Caetano do Sul conquistou 41,60 pontos, única
cidade do Grande ABC a qualificar no ranking.
 
Na segunda avaliação, a ser realizada no final do ano, o município a atingir 80 pontos
certifica-se como Município VerdeAzul pelo Estado de São Paulo. O certificado
reconhece a boa gestão ambiental e garante à Prefeitura premiada prioridade na
captação de recursos do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição (FECOP).

 

Auditório 2
 
AVANÇOS
“As exigências aumentam anualmente. No entanto, este ano conseguimos realizar um
trabalho muito produtivo com os órgãos da Prefeitura. Alimentando o sistema com as
informações que nos são transmitidas por cada secretaria envolvida, vamos
conquistando pontos no ranking”, explica Rogério Alvarenga, diretor da Divisão de
Desenvolvimento Ambiental do Saesa.
 
“Desde o ano passado, com as mudanças no Programa e nas gestões municipais, as
cidades vêm se aproximando novamente do VerdeAzul, e São Caetano é um exemplo.
Começamos a trabalhar junto à equipe ambiental do Saesa e o desempenho cresceu
além do que esperávamos”, diz Cássio Alves de Oliveira, técnico regional
metropolitano do PMVA. “A nova avaliação, no final do ano, será um desafio bem
maior e sabemos que São Caetano está decidido a cumprir", projeta o técnico da Secretaria Estadual do Meio Ambiente.